Ellen Kooi: A fronteira entre a Fantasia e a Realidade

Ellen Kooi: A fronteira entre a Fantasia e a Realidade

Quem é Ellen Kooi?

A fotógrafa holandesa Ellen Kooi nasceu em 1962 em Leeuwarden na Holanda, estudou na Art Academy ABK Minerva em Groningen na Holanda, e realizou a sua pós-graduação em Arte na Rijksacademy em Amesterdão. A fotografia de Ellen Kooi investiga um confronto multifacetado entre o homem e a natureza, entre cada pessoa e o seu meio envolvente, uma relação complexa e conflituosa que hoje se redefine como nunca antes e está madura para reinvenção. O planeamento exigido para as suas imagens exige um grau de trabalho e talento que torna a encenação dos suas obras um ato de virtuosismo. A luz natural é combinada com a iluminação artificial numa reinterpretação da perspectiva aérea renascentista que produz resultados impressionantes.

Quais são as características das fotográfias de Ellen Kooi?

Horas de controlo sobre iluminação e arranjos dos assuntos fazem parte de cada fotografia. As fotografias panorâmicas em grande escala de Ellen Kooi nos desafiam a ver o mundo como uma narrativa dramática. Cada imagem parece ter sido tirada no meio de um conto de fadas sombrio ambientado no interior da Holanda. A artista quer que o espectador procure a fronteira entre a fantasia e a realidade. Uma inquietação estranha tece um fio característico através do estilo narrativo não linear de seu corpo maior de trabalho.
À primeira vista, as pessoas que habitam esses panoramas de paisagens (principalmente holandesas) parecem estar à mercê dos seus arredores. Mas se olharmos com mais atenção para estas imagens vemos uma relação mais complexa, pois a paisagem quase responde aos seus habitantes. As exibições da natureza que vemos são um reflexo simbólico das turbulências internas, ou mesmo da felicidade dessas pessoas. De forma comparável aos retratos psicológicos do século XIX, Ellen Koooi tenta nos contar sobre mitos, encontros casuais e nossa relação com o mundo exterior. Mas tendo isso em mente, os seus trabalhos se preocupam tanto com a paisagem quanto com a pessoa. Ao estabelecer conexões estreitas entre temas estabelecidos na nossa memória visual da história, mas nunca escolhendo um foco principal, as obras de Ellen Kooi são cheias de suspense e difíceis de identificar.

Quais são as influências de Ellen Kooi?

A influência da coreografia de Wim Vandekeybus, Jan Fabre e Pina Bausch é fundamental no seu trabalho na forma como usa modelos para criar caligrafia usando o corpo e estados psicológicos altamente carregados de emoção. A sua abordagem arquitetónica para composição e perspectiva também desempenha um papel significativo, mesmo quando fotografa cenas externas vazias e desoladas.
A reinvenção de Ellen do tradicional gênero “figura na paisagem” é mais do que reinterpretar ou reler antigos mestres flamengos como Vermeer, Brueghel, Patinir ou Bosch, surge do nada, do quotidiano. As suas imagens são instáveis ​​e cheias de questões ocultas que nos fazem sentir uma pulsação interior, uma sensação.

Exposições de Ellen Kooi

O seu trabalho foi apresentado em exposições em inúmeras instituições, incluindo recentemente no Institut Néerlandais, Paris, França em 2010. O seu trabalho também já foi exibido no The Fields Sculpture Park no Omni International Arts Center em Ghent, Nova York; Museu de Arte Contemporânea de Castela e Leão, na Espanha; a Casa de Fotografia de Moscou, na Rússia; Speed ​​Art Museum em Louisville, Kentucky; e o Museu de Fotografia de Haia, na Holanda. O seu trabalho faz parte das coleções públicas de instituições nacionais e internacionais como o Museo de Arte Contemporaneo de Castilla Y Leon; Museu 21c em Louisville, Kentucky; a Coleção do Estado Francês em Paris; a Coleção Marsh em Londres; o Ministério das Relações Exteriores da Holanda, na Holanda, e muitos outros. Em 2013, seu trabalho foi apresentado em OFF-SPRING: New Generations, uma exposição coletiva no 21c Museum, Cincinnati, Ohio. Ellen Kooi atualmente vive e trabalha na Holanda e expõe na Catharine Clark Gallery desde 2007.


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente