Pintura de Paula Rego vendida por meio milhão de euros

Pintura de Paula Rego vendida por meio milhão de euros

A pintura “School for Little Witches”, da artista portuguesa Paula Rego, foi vendido na quarta-feira por 415 mil libras (500 mil euros), num leilão em Londres, acima da estimativa da Christie’s. Datado de 2009, o quadro de 154 por 121 centímetros mostra um grupo de crianças e os seus cuidadores adultos, “como que clientes de uma creche absurda”, pode ler-se no ensaio sobre a obra, publicado pela leiloeira.

Paula Rego | P55 Magazine | P55.ART"School for Little Witches" de Paula Rego

“Apesar da sua aparência fantástica, ‘School for Little Witches’ representa um ato de vingança sobre uma professora que aterrorizou Paula Rego enquanto criança. ‘Ela ensinou-me a tabuada e fez-me sentir mal em relação aos meus desenhos. Ela disse: ‘Olhem para esta menina, que diz que quer ser uma pintora e olhem para o lixo que ela desenha’. Eu projeto pessoas feias como personagens feias, ‘bullies’ e bruxas. Uso-as em cenários e tiro prazer da sua queda”, disse Paula Rego, numa entrevista de 2019, citada pelo ensaio.

Banksy | P55 Magazine | P55.ART"Love is in the air" de Banksy

Anteriormente, a peça mais cara vendida em leilão, em Londres, foi “Love is in the air”, de Banksy, que se aproximou de um milhão de libras. Em julho de 2015, um quadro de Paula Rego no qual a pintora aludia à morte do marido, em 1988, foi arrematado num leilão em Londres por 1,6 milhões de euros, estabelecendo um recorde da artista portuguesa. Uma outra obra da artista, "Looking Out" (1997), um pastel sobre papel em suporte de alumínio, com estimativa entre 707 mil euros e 989 mil euros, foi arrematado no mesmo leilão por uma licitação final de 1.360.941 euros. Paula Rego (1935) ganhou o reconhecimento como uma das maiores artistas do nosso tempo, a nível nacional e internacional com as suas obras repletas de elementos expressivos, profundos e ambíguos. Do abstracionismo ao conceptualismo, as suas peças inserem-se num campo figurativo próprio: «o belo grotesco». Em composições surreais com uma crueldade - tanto subtil quanto explícita - a artista portuguesa demonstra o seu próprio imaginário, a brutalidade dos contos populares portugueses, as relações familiares disfuncionais, os sistemas políticos e estruturas sociais. As mulheres e meninas são colocadas em primeiro plano, e muitas vezes os animais substituem os humanos. Entre a vida e a arte, Paula Rego demonstra as suas preocupações e convicções, é exemplo disso, a produção da série intitulada «Aborto» por concordar com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez.

Paula Rego | P55 Magazine | P55.ART"Looking Out" de Paula Rego, 1997


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente