5 dicas para encontrar a moldura para uma obra de arte

5 dicas para encontrar a moldura para uma obra de arte

Moldura perfeita para sua nova obra de arte?
A arte é feita para ser apreciada, então não é surpresa que o enquadramento – juntamente com iluminação, curadoria e coloração da parede – seja um assunto central para a apresentação de uma obra. Mas enquanto as instituições e galerias têm o conhecimento profissional e os recursos para navegar com confiança no processo de enquadramento, para os colecionadores pode ser avassalador: a moldura ideal deve proteger o objeto tendo simultaneamente uma sinfonia visual com própria a obra, ao mesmo tempo que se encaixa no orçamento do colecionador. E, como qualquer indústria estética, o enquadramento evolui ao longo das décadas e mudou de forma em resposta a diferentes tendências e necessidades. Abaixo estão cinco dicas para ter em mente na próxima vez que precisar de enquadrar uma obra de arte.

Molduras | Magazine | P55.ART

Encontre um profissional que conheça o material
Regra número um: identifique a obra de arte. É importante encontrar uma pessoa que saiba o valor monetário e intelectual da obra, bem como a técnica. Isso significa que provavelmente precisará de usar vários emoldurados diferentes, dependendo do tipo de obras que estão na sua coleção: Enquadrar uma frágil tinta Louise Bourgeois em papel da década de 1950 exigirá uma abordagem diferente do que fazer o mesmo para um MFA recente impressão digital. 

Pense na relação da obra de arte com a moldura a longo prazo…
Além de fornecer um acento estético, o enquadramento protege a peça. A proteção contra as luzes UV e o sol, poeira, contato físico e outros danos externos é, de fato, o objetivo principal de qualquer profissional experiente. É essencial, procurar um especialista que ofereça enquadramento de conservação. O enquadramento de conservação não apenas protege a arte, mas também garante que o tratamento seja reversível com segurança – temos que proteger a arte dos efeitos externos tanto quanto de si mesma.
Isso inclui a montagem da obra numa superfície sem danificar suas costas e cantos. Um profissional experiente será capaz de fazer recomendações e explicar as diferenças entre esses diferentes métodos, então não tenha medo de perguntar. A cobertura anti reflexo praticamente invisível é a melhor escolha entre museus e colecionadores de alto nível. Embora possa ser mais caro, o enquadramento consciente ajudará no futuro a garantir uma vida útil livre de danos para uma obra, sendo assim uma maneira de garantir que esta não diminuirá de valor.

Moldura | Magazine | P55.ART

Opções reversíveis
Os colecionadores devem certificar-se de que optam pelo enquadramento reversível. Isso permite que a arte tenha um “facelift” no futuro! Os espaços estão constantemente a ser redecorados, à medida que as tendências de enquadramento mudam, por vezes é necessário alterar para uma nova moldura. É importante ser pro-ativo ao solicitar opções reversíveis, pois garante que uma obra não seja danificada durante o processo. Isto significa que é crucial trabalhar com profissionais que se sintam à vontade para lidar com todos os elementos, pois há casos bastante desafiantes. Por exemplo, vários enquadramentos de um trabalho podem resultar numa parte detrás danificada, o que requer cuidados precisos. E quando se trata de esticar novamente às telas, um detalhe importante, mas crucial, é fazê-lo com os furos existentes em vez de perfurar novos.

Escolher a cor e o material
Sejam tons de madeira orgânica, como bordo, nogueira e cerejeira, os braços seguros atemporais de preto ou branco ou pastéis mais experimentais, as opções de cores são mais abundantes do que nunca. E há igualmente inúmeras decisões a serem tomadas na área de materiais. Hoje, muitos fabricantes estão a comprometer-se com materiais mais sustentáveis ​​e usar madeira que atenda aos padrões de fornecimento ético aprovados. As armações de metal também existem, e o cromo está a ganhar mais popularidade como um aceno nostálgico da década de 1980. Embora todas essas escolhas possam parecer assustadoras no início, um bom profissional estará ansioso para guiar os colecionadores para as opções que funcionam melhor para a obra de arte, complementando-a em vez de ofuscá-la. Não se esqueça, que a arte não deve se tornar um elemento de design de interiores, assim as molduras devem respeitar a peça e quase desaparecer.

Moldura | Magazine | P55.ART

Fale com um profissional
A arte contemporânea vem em várias formas, materiais e tamanhos, o que pode exigir um pensamento inovador para o enquadramento. Reenquadrar uma obra de arte mal manuseada ou danificada pode exigir a precisão de um cirurgião. Os artistas estão constantemente ampliando a escala nos materiais em que trabalham, o que leva a diversos desafios. É claro que trabalhos de enquadramento mais difíceis e a experiência para realizá-los não serão a opção mais barata. Mesmo para trabalhos mais simples, o custo é pago a longo prazo. Por exemplo, um póster de filme que custou 15€, pode se tornar um item de colecionador em algumas décadas. Como acontece com muitas coisas, é uma mais valia escolher a moldura certa para que a sua obra de arte seja valorizada no futuro.

Moldura | Magazine | P55.ART


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente