Em Promoção

Litografia

Preço de saldo

Preço normal €375
( / )
Entregas
Devoluções
Proteção

O envio para a sua morada é gratuito e inclui seguro de transporte*
Todos os nossos preços incluem todos os impostos e taxas, sem surpresas.
Ao finalizar a encomenda aceita pagar o valor da sua compra num prazo máximo de cinco dias.
Consulte as nossas condições contratuais nos Termos do Comprador.
*Campanha válida para União Europeia. Não inclui produtos com peso acima de 30kg.

A devolução é gratuita durante um período de 14 dias. Para devolver uma obra basta aceder à pagina Política de Devoluções, e ao preencher o formulário, indicar o respectivo dia para a recolha. Após a nossa confirmação, o estafeta efetuará a recolha na morada indicada.

A Proteção ao Comprador retira qualquer risco de fraude da nossa plataforma. A P55 resolverá a situação caso o artigo comprado não se encontre como descrito. Só enviamos o valor da compra ao vendedor depois do cliente receber a obra e estar satisfeito com a sua compra.

Keith Haring

Litografia assinada a placa e numerada a lápis.

Papel Fabriano Privilege Algodão.

Catálogo de referência “The Keith Haring Show Edit. Skira ”.

Edição limitada a 150 unidades, cópia 29/150.

Dim.: 70 x 50 cm.

Em perfeito estado de conservação.

 

O envio para a sua morada é gratuito.(*) Ao comprar e licitar nos nossos leilões aceita pagar o valor da sua licitação/compra num prazo máximo de cinco dias. Consulte as nossas condições contratuais nos Termos do Comprador. 

 

*Campanha válida para Portugal e não inclui a categoria de Mobiliário ou produtos com peso acima de 30kg. 

Biografia

Arte urbana ou  Street Art é expressão artística desenvolvida no espaço público - edifícios, ruas ou comboios - que utiliza o texto ou desenhos, como forma de protesto e crítica aos acontecimentos sociais e políticos. É a partir da década de 1970, em Nova York, que este movimento surge com o grafite e artistas como Jean-Michel Basquiat e Keith Haring. A produção artística destes artistas influenciou a geração seguinte - Banksy, Shepard Fairey, KAWS, Vhils e Bordalo II - a criar obras de arte que se inserem em dois mundos: rua e galeria/museu. Todos estes artistas têm linguagem artísticas e técnicas diversas, contudo todos exploram nas suas obras o mote da identidade de forma a dialogar sobre a sociedade.