O que é litografia? 10 famosas obras a conhecer!

O que é litografia?

A litografia é um processo de impressão baseado no facto que matérias gordurosas e água não se misturam. A imagem é aplicada numa superfície como pedra ou alumínio, usando uma mistura oleosa como giz de cera, tinta nanquim, lápis ou materiais sintéticos. Outros processos como fotoquímicos ou de transferência também podem ser usados. 

Para produzir uma impressão em litografia é necessária uma solução de goma arábica e ácido nítrico que é aplicada sobre a superfície, assim produzindo áreas de não impressão receptivas à água e áreas de imagem receptivas à mistura oleosa. A superfície de impressão é mantida húmida, de modo que o rolo coberto de tinta à base de óleo possa ser rolado sobre a superfície e a tinta se misture apenas na área com os materiais gordurosos. O papel é então colocado contra a superfície e a placa é passada por uma prensa.


Como surgiu a litografia?

A litografia foi inventada no final do século XVIII, dando a possibilidade de impressão de uma gama mais ampla de marcas e áreas de tom, do que era possível com os métodos anteriores de impressão em relevo. Assim, o processo de impressão em cores tornou-se mais fácil, pois áreas de cores diferentes podem ser aplicadas em superfícies separadas e sobrepostas na mesma folha. Alois Senefelder foi o inventor deste processo, descoberto em 1798, contudo só partilhou com o público a impressão litográfica em 1818, quando publicou Vollständiges Lehrbuch der Steindruckerey (Um Curso Completo de Litografia).


Llovet | Artistas | P55.ART

Llovet

 

O que é a litografia offset?

A litografia offset envolve a impressão da imagem numa superfície intermediária antes da folha final. Neste processo a placa não entra em contato direto com o papel, o que acaba por preservar a qualidade da placa. Com a litografia offset, a imagem é invertida duas vezes e aparece na folha final da mesma forma arredondada que na pedra ou placa.

 

A Litografia como meio artístico

Em meados de 1800, a litografia tornou-se um meio popular entre os artistas, como Francisco de Goya, Théodore Géricault e Eugène Delacroix. Honoré Daumier produziu cerca de 4.000 obras utilizando esta técnica e foi um dos primeiros litógrafos a utilizar o processo denominado litografia de transferência, por meio do qual o desenho com tinta nanquim é feito no papel e não na pedra litográfica. O desenho posteriormente é transferido para a pedra e impresso da maneira usual. Este método oferece ao artista a vantagem de poder trabalhar no papel em vez da pedra, tornando o processo mais fácil e também dá a hipótese de ser retida a textura do papel na impressão final. Na segunda metade do século XIX, artistas como Edgar Degas e Édouard Manet trabalharam na litografia, e Odilon Redon fez dela seu principal meio de expressão. 

 

Litografia | P55 Magazine | P55.ART

 

5 Artistas a Conhecer!

Este meio de reprodução único tem sido bastante popular entre os artistas ao longo do tempo. Na contemporaneidade os artistas começaram a elaborar obras gráficas por ser um meio de produção artística alternativo que chegava ao público geral de uma forma mais acessível. Alguns dos artistas nacionais e internacionais que surpreenderam o mundo da arte com a técnica da litografia foram: 


Vieira da Silva

 

Vieira da Silva | Artistas | P55.ART

 

 

Manuel Cargaleiro

 

Manuel Cargaleiro | P55 Magazine | P55.ART 

 

José de Guimarães

 

José de Guimarães | P55 Magazine | P55.ART

 

 

Pablo Picasso

 

Pablo Picasso | P55 Magazine | P55.ART

 

 

Andy Warhol

 

Andy Warhol | P55 Magazine | P55.ART

 

 

Joan Miró

 

Joan Miró | P55 Magazine | P55.ART

 

 

Lluís Barba 

 

Lluis Barba | P55 Magazine | P55.ART

 

 

Banksy

 

Bansky | P55 Magzine | P55.ART

 

 

Keith Haring 

 

Keith Haring | P55 Magazine | P55.ART

 

 

Antoni Tàpies

 

Antonio Tapies | P55 Magazine | P55.ART


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente