Como avaliar obras de arte?

Como começar?

Ser artista é um trabalho a tempo inteiro, assim, é essencial descobrir o valor dos seus trabalhos para se conseguir sustentar e crescer. Determinar o preço das suas obras de arte é um mundo completamente diferente da produção destas. Tendo em conta que a força do mercado dita grande parte do valor das peças, como se determina o preço destas? O que leva uma peça a ser mais próspera à venda? Na verdade, não existe uma fórmula mágica para definir o valor. Descobrir a melhor forma de avaliar os seus trabalhos é um grande desafio seja para iniciantes, como para artistas experientes. Neste processo temos que ter em conta as condições pessoais do artista, mas também do mercado para conceber um valor benéfico e impulsionador. Para o ajudar, reunimos alguns conselhos úteis a seguir ao fixar o valor das suas peças de arte. 


Calcule os custos

Em primeiro lugar, é necessário calcular os custos de produção da obra, ou seja, do material e do tempo gasto. Os resultados vão divergir dependendo do material utilizado na criação da peça e das horas que levou a terminar. Uma pintura a óleo recorrentemente tem um valor mais elevado, por este material ser mais dispendioso do que por exemplo um desenho a lápis. Além disso, devido ao tempo de secagem, demora muito mais tempo a completar o trabalho. Quanto gastou nos materiais? Quanto tempo levou a acabar a obra? Quanto pretende receber à hora? Isto são tudo questões que o vão ajudar a chegar a um valor final. A vantagem deste método é a possibilidade de poder modificar o valor base. Se achar que o seu tempo vale mais, pois a obra foi mais particularmente demorada e complicada, pode aumentar o valor à hora, o que refletirá no preço final desta.  


Valor pelo tamanho da obra

Uma das formas mais comuns de definir o preço de uma obra de arte é a partir do seu tamanho, com ou sem custos de material incluídos. Neste método, multiplique o comprimento da peça pela largura para chegar ao tamanho total. Defina um preço por cada centímetro e multiplique pelo tamanho total. 

 

Cruzeiro Seixas | P55 - Magazine | P55 - A Plataforma da ArteMeia Lua/ Formas e Feitios de Cruzeiro Seixas

Analise o mercado

Procure em várias plataformas artistas com experiência semelhante e perceba o valores que estes cobram pelas suas obras. Lembre-se que mesmo que alguém peça muito, não quer significar que exista comprador! No mercado da arte, as galerias e as plataformas online têm taxas de comissão que variam entre os 10% e os 50%. Desta forma, é fundamental escolher um mercado que seja vantajoso para si e para o seu trabalho. 


Seja consistente!

As pessoas têm diferentes gostos e possibilidades monetárias, por isso considere ter trabalhos com diversos tipos de tamanhos e meios de produção com uma variedade de valores. Pequenos trabalhos ou impressões podem ser vendidos a um valor menor, sendo esta uma forma fácil de conseguir clientes. Pense na perspetiva do cliente, seja aberto e pratique o mesmo valor em todas as plataformas. 

 

Quando devo aumentar os valores?

Quando começar a vender de forma consistente, ao longo de mais de seis meses, aumente os preços em 10-20%, para que seja visto como um sinal de sucesso.


Como definir o valor de uma obra por comissão?

Os valores das comissões e das obras concluídas costumam ser diferentes. É fundamental valorizar-se como artista e pessoa de negócios, por isso é necessário estabelecer uma tabela de preços de comissão para apresentar aos seus clientes. Assim, já não precisa efetuar contas em cada solicitação, pois os valores já estão atribuídos.


Tenha confiança!

Em conclusão, antes de apresentar os preços, analise com consciência e lógica o valor das suas peças. Exponha o seu valor com confiança para que as pessoas tenham confiança em si e no seu trabalho! A prática leva à perfeição, tanto para os valores quanto para a arte em si. Em pouco tempo, conseguirá avaliar facilmente as suas obras de forma a ser vantajoso para si e para o cliente.


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente