6 factos sobre Salvador Dalí

6 factos sobre Salvador Dalí

Quem foi Salvador Dalí?
Ao criar uma linguagem plástica com composições fascinantes, o artista espanhol Salvador Dalí (1904–1989) tornou-se numa das principais figuras do surrealismo. Este movimento que se enquadra nas vanguardas da década de 1920, propunha a transposição e libertação do inconsciente nas experiências plásticas. As suas obras «The Temptation of St. Anthony» (1946) e «The Persistence of Memory» (1931) apresentaram na altura uma forma completamente inovadora de compreender o irracional, através de objetos como relógios derretidos e animais extraordinários. Além de artista plástico, Salvador Dalí foi escritor, cineasta e cultivou durante a sua carreira a sua personalidade excêntrica, a partir das suas características comportamentais e físicas, tal como o seu famoso bigode e o seu animal de estimação um tamanduá (papa-formigas).

1.Acreditava ser uma reencarnação do irmão que faleceu. 
Salvador Dalí não foi o único Salvador de sua família. O seu pai chamava-se Salvador, mas também o seu irmão mais velho. O irmão de Salvador Dalí morreu com nove meses antes do artista nascer. Quando o famoso artista tinha 5 anos, os seus pais levaram-o ao túmulo do seu irmão e disseram-lhe que ele era a reencarnação do seu irmão. Um conceito em que o próprio Dalí acreditava, tendo o seu irmão mais velho uma figura proeminente no trabalho, como o "Retrato de meu irmão morto" de 1963.

2.Começou a pintar ainda em criança.
A pintura mais antiga conhecida de Dalí foi produzida em 1910, quando o artista tinha apenas 6 anos. Intitulada Paisagem de Figueres , a cena em óleo sobre cartão-postal retrata as colinas verdejantes e o cenário montanhoso da sua cidade natal na Catalunha, Figueres. A impressionante peça revela o incrível talento natural do artista icónico numa idade tão jovem. Atualmente a pintura está pendurado no Museu Salvador Dalí em São Petersburgo, Flórida.

Salvador Dalí | Magazine | P55.ART

3.Foi expulso da Escola de Arte (duas vezes). 
Salvador Dalí foi expulso da escola de arte – não uma, mas duas vezes. O talento artístico do jovem Dalí foi fomentado desde tenra idade, principalmente pela sua mãe, que faleceu quando o artista tinha apenas 16 anos. Enquanto estudava na Academia de Belas Artes de Madri, ficou conhecido pelo seu comportamento e outfits excêntricos. Foi pela primeira expulso em 1923, devido a um protesto estudantil, contudo após retornar à escola, enfrentou uma segunda expulsão pouco antes de seus exames finais em 1926. Na autobiografia de 1942,  A Vida Secreta de Salvador Dalí, o artista escreveu que foi expulso porque não quis fazer os exames orais. “Sou infinitamente mais inteligente do que esses três professores e, portanto, me recuso a ser examinado por eles. Conheço esse assunto muito bem.” Mas a expulsão não o atrasou, nesse mesmo ano viajou pela primeira vez a Paris e conheceu o seu ídolo, Pablo Picasso.

4.Não consumia drogas.
Embora a arte surreal de Salvador Dalí e seu comportamento excêntrico possam fazer pensar o contrário, o artista não usou nenhuma substância química para alterar o seu estado. Na verdade, o artista declarou: “Eu não uso drogas, eu sou drogas”. Para estimular a sua criatividade, no início da década de 1930, desenvolveu o método crítico-paranóico, que lhe permitiu aceder ao seu subconsciente. Uma maneira de se manter em um estado de sonho incluía olhar fixamente para um objeto em particular até que este se transformasse noutra forma, provocando uma espécie de alucinação.

Salvador Dalí | Magazine | P55.ART

5.Não tinha um casamento convencional. 
Elena Ivanovna Diakonova, conhecida como Gala, era dez anos mais velha que Dalí e casada com o poeta surrealista Paul Éluard quando se conheceram, em 1929. Um caso de amor desenvolveu-se rapidamente, com Gala eventualmente se divorciando de Éluard - embora eles permanecessem próximos. O casal casou-se numa cerimónia civil em 1934, apesar do desconforto da família de Dalí com ele se casar com uma divorciada russa mais velha.Gala teve um papel fundamental na carreira do artista, tornando-se a sua gerente de negócios e musa. Na década de 1950, Gala estava publicamente envolvida em casos extraconjugais, embora se diga que Dalí incentivou isso. E em 1969, quando Dalí comprou para ela um castelo catalão em Púbol, foi especificado que Dalí poderia visitá-la lá apenas se fosse convidado por escrito.Não há dúvida que compartilharam um amor intenso e cerebral. Ele escreveu: “ Eu poliria Gala para fazê-la brilhar, fazê-la mais feliz possível, cuidando dela mais do que de mim, porque sem ela tudo acabaria”.

Salvador Dalí | P55.ART

6.Colaborou com a Disney.
Em 1946, Salvador Dalí e o designer da Disney John Hench trabalharam juntos no filme de animação chamado Destino . Dalí criou 22 pinturas a óleo e inúmeros desenhos que Hench transformou em storyboards de filmes. No entanto, apenas 8 meses depois, o trabalho parou por motivos financeiros e o filme ficou inacabado, com apenas 15 segundos de demonstração concluída. Em 1999, o sobrinho de Walt Disney e executivo sénior de longa data da The Walt Disney Company, Roy E. Disney, decidiu reviver a produção de Destino. O curta de 6 minutos finalizado foi lançado em 2003 e conta a história de uma bailarina em uma jornada surreal por uma paisagem desértica.

Salvador Dalí | Magazine | P55.ART


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente