Obras de Arte sobre o Ano Novo

Obras de Arte sobre o Ano Novo

A véspera de Ano Novo está quase a chegar e em breve entraremos num novo ano.
Quer entrar com o pé direito em 2022? Inspire-se nas obras contemporâneas dos artistas da P55 - desde da arte urbana, passando pela Arte Pop até ao grafismo minimalista, nesta lista estão presentes 5 obras que representam as festividades e as promessas do próximo ano.

1. Keith Haring
Keith Haring foi um dos principais artistas do movimento Arte Pop, ao produzir imagens que comunicam facilmente com o grande público. Este postal tem as característica centrais das obras de Keith Haring, ao conter as figuras repletas de movimento que acompanharam sempre as suas obras. A produção artística de Keith Haring continua até hoje a marcar a história, com as suas imagens coloridas, provocativas e socialmente conscientes.   

Keith Haring | P55 Magazine | P55.ART

2. Banksy 
inglês Banksy, de identidade anónima, é um dos artistas contemporâneos mais reconhecido e admirado entre as gerações mais jovens. Através do stencil e do graffiti criou uma linguagem própria nas ruas do mundo com linguagem gráfica de características próprias. Crianças, polícias, ratos ou macacos são algumas das figuras que o artista utiliza para abordar de forma critica as várias temáticas sociais e políticas como o consumismo, autoridade política e o terrorismo. 

Bansky | P55 Magazine | P55.ART

3. Andy Warhol
Andy Warhol ficou conhecido pela sua vasta produção artística ligada ao movimento Arte Pop americano, além dos trabalhos como cineasta e designer gráfico. As suas obras, desde as latas de sopa Campbell, às gravuras de celebridades, incluindo Marilyn Monroe, Elvis e Elizabeth Taylor, são uma crítica sobre o materialismo, capitalismo e o glamour das décadas de 1960 e 1970. O seu trabalho foi fortemente influenciado pela cultura popular americana. Realizou diversos postais de natal e de ano novo com elementos interligados aos seus gostos pessoais. 

Andy Warhol | P55 Magazine | P55.ART

4. Roy Lichtenstein
A música foi um dos grandes amores de Roy Lichtenstein. O artista tinha um particular interesse em jazz e tocava flauta e saxofone. Esta imagem corresponde à natureza de liberdade que a música transmite, bem como para a própria exploração do artista na composição visual. Sem dúvida, que a "Composição I" de Roy Lichtenstein reflete o gosto geral pela música no dia à dia e intensamente nos festejos da viragem do ano.

Roy Lichtenstein | P55 Magazine | P55.ARTComposition I

5. Patrícia Marinho Oliveira
A jovem artista portuguesa  explora nos seus trabalhos gráficos as possibilidades de expressão ao inspirar-se por aquilo que a rodeia. Nas suas peças são recorrentemente representadas figuras do dia-à-dia, sejam humanas ou orgânicas. Evidencia-se a importância da pesquisa no processo criativo da artista pela influência das linhas minimalistas que tornaram possível a construção de um traço facilmente reconhecível. No enquadramento das festividades de Ano Novo, esta obra "Push Yourself" possibilita a reflexão sobre o pensamento comum de progressão sempre incutido na viragem do ano. 

Patricia Marinho Oliveira | P55 Magazine | P55.ART
Push Yourself


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente